O Natal


O Natal tem vindo a perder as suas raizes e originalidade. Todas as crianças e mesmo jovens e adultos associam o Natal a um ritual de troca de presentes e todos especulam o que vão receber e mais tarde comparam uns com os outros aquilo que obtiveram! Não estou a dizer para festejarem o nascimento de jesus como uma obrigação ate porque temos por esse país fora muitos ateus e outras crenças religiosas, o que eu estou a pedir é que façam um esforço e em vez de se preocuparem com as prendas, juntem a familia, contem umas andedotas, comam bem e se for para oferecer alguma coisa, faça algo util, feito por si ou que ajude os outros de alguma maneira. Diga não ao consumismo.
Na mesma rede de ideias a Greenpeace fez uma campanha "buy a gift and save the world", um presente um tanto invulgar mas que vale a pena dar uma olhada. Vá no site da greenpeace e descobra mais sobre o assunto: http://www.greenpeacegiving.org.au.

Parada Veg



A parada veg ocorreu no domingo dia 5 de Dezembro na Av. Paulista, SP. Uma passeata pacífica que celebrou a opção de consiencia com harmonia e afetividade.
Esta passeata teve como objetivo divulgar o vegetarianismo como estilo de vida pacífico e ético, afirmar o direiro do vegetariano de exercer sua opção de consciência de forma plena e cidadã e fomentar o desenvolvimento de produtos e serviços para vegetarianos.
E conjuntamente com o dia internacional do animal, esta passeata reuniu muitas pessoas na Av. Paulista e organizações como DIDA, SVB, Holocausto Animal, Ativeg, ANDA.

Plant Bottle


A Coca-Cola lançou há pouco tempo uma nova garrafa PET feita à base de plantas e materiais reciclados. Com esta nossa garrafa, também as emissões de CO2 serão reduzidas cerca de 25% na sua fabricação.
A garrafa é constituida 30% a base de planta e 100% reciclavel, isto quer dizer que o material pode ser usado, reciclado e usado novamente e novamente...


Tubarões Ameaçados de Extinção




Os tubarões que nadam pelos nossos Oceanos há mais de 400milhões de anos estão agora a lutar pela sobrevivência contra os impactos causados pelos Humanos. Muitas de suas características biológicas como crescimento lento, reprodução tardia e produção de poucos filhos fazem destes magníficos animais vulneráveis à sobre-pesca e dificultam a sua recuperação quando dizimadas.
No nosso país onde o mar alcança 800km de costa, os turistas visitam nos para a pratica de esportes aquáticos, como o surfe, pesca esportiva e mergulho recreativo. Sendo os tubarões o principal atrativo no mergulho recreativos, é estimado que apenas um tubarão pode valer cerca de US$250.000,00 ao longo de sua vida se utilizado para o turismo de mergulho; por outro lado, se pescado o mesmo tubarão renderia somente US$50. Por isso é tão importantes protegê-los como parte de nosso patrimônio marinho.
Por causa da demanda pelo prato asiático famoso, "sopa de barbatana de tubarão", mais de 73milhões de tubarões são mortos a cada ano para comércio internacional, inclusive no Brasil. Estima-se que 30% de todas as populações de tubarões do planeta estão ameaçadas de desaparecer.
A perda dos tubarões pode causar danos devastadores e irreversíveis aos oceanos e a atividades econômicas que se beneficiam diretamente da existência de ambientes marinhos saudáveis. Pois, os tubarões são predadores do topo das cadeias alimentares marinhas, ajudando a manter o equilibro da vida nos oceanos, regulam a diversidade e abundância de espécies sobre as quais predam, inclusive espécies de peixes de alto valor comercial, e também ajudam a manter os ecossistemas marinhos longe da degradação.




Para ajudar a reverter esta situação, pode contribuir:
  • Visite página da "Driver for Sharks" no Facebook para mais informações e noticias.
  • Assine a petição internacional para restringir a pesca de tubarões, em: www.thepetitionsite.com/m/sign/688704695
  • Não compre carne ou produtos de tubarão

O crime da Pesca


Esta postagem é baseada num artigo que li numa revista de vegetarianos e que achei muito interessante:
Chamar siris, camarões, ostras, lagostas e outros habitantes dos mares de "frutos do mar" é cruel e sinistro. O que a indústria pesqueira faz é arrancar com brutalidade bilhões de animais de seu ambiente natural. O camarão é o "fruto" mais caro à vida marinha: para cada quilograma que chega ao consumidor final, são massacrados "acidentalmente", cerca de 20 quilos de outros seres. Algas, crustáceos, corais, polvos, inúmeras espécies de peixes e uma quantidade significativa de tubarões, arraias, tartarugas, focas, pássaros marinhos, golfinhos e baleias morrem ou ficam gravemente feridos pelas hediondas redes de arrastão.
A cada ano, cerca de 150mil tartarugas são dizimadas pelas cruéis redes de pesca de arrastão no mundo inteiro. Supostamente feita para camarões, a mesma armadilha mata mais de mil mamíferos marinhos, "sem querer", todos os dias.

Proibição das sacolas plasticas


A nova lei implementada no Rio de Janeiro e São Paulo determina que supermercados e estabelecimentos comerciais de médio e grande porte do Estado têm que substituir sacos plásticos por sacolas reaproveitadas. Quem não cumprir com esta lei irá ser multado.
O consumidor que optar por não os sacos plásticos vai ganhar desconto nas compras. A cada grupo de cinco itens comprados, haverá um abatimento de R$ 0,03 do valor total da compra. O consumidor que devolver sacolas plásticas também será beneficiado: a cada 50 unidades, o cliente ganha um quilo de arroz ou feijão.
Supermercados e estabelecimentos comerciais já aderiram a esta nova lei e os consumidores estão mudando seus hábitos. Podemos encontrar diversas alternativas aos sacos de plástico, como as caixas de cartão que o próprio estabelecimento oferece, sacos reutilizáveis ou então mesmo simplesmente utilizar sempre o mesmo.
Assim estes Estados estão a mudar os hábitos dos seus morados e diminuindo a pegada brasileira no que toca à poluição.